Passatempos:

Archive for Fevereiro 2012

Compras do mês de Fevereiro... [2012]


.

Este mês foi mais um descalabre!... E mais seis se juntam à pilha de dezenas que tenho para ler...




Está difícil de dar a volta ao tempo, para conseguir a proeza de ler mais que um livro por mês!...
Aguardo urgentemente por um pouco de paz de espírito para me dedicar mais à leitura e poder viajar com as letras.

Porque vale a pena falar dos Oscares!...


.

E porque o que mais se fala agora, nesta semana, são os Oscares, não quis deixar passar a oportunidade de destacar o que para mim foi, sem dúvida, o mais merecido: o Oscar de melhor Curta-Metragem de Animação.


The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore foi o GRANDE vencedor nesta categoria, um filme dirigido por William Joyce e Brandon Oldenburg.

"inspired, in equal measures, by Hurricane Katrina, Buster Keaton, The Wizard of Oz, and a love for books, The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore is a poignant, humorous allegory about the curative powers of story. Using a variety of techniques (miniatures, computer animation, 2D animation) award winning author/ illustrator William Joyce and Co-director Brandon Oldenburg present a hybrid style of animation that harkens back to silent films and MGM Technicolor musicals. Morris Lessmore is old fashioned and cutting edge at the same time."




Ao ver este filme, senti-me completamente MARAVILHADA, inundada de pensamentos, mas sem palavras que o pudessem descrever quanto à forma soberba como foi feito e à intensidade da mensagem tão verdadeira que transmite, e só me veio à memória uma frase que li em A Biblioteca das Sombras de Mikkel Birkegaard:

“Os textos sem um leitor não podem falar. É necessário que sejam lidos, e então não há dúvida de que falam. Cantam, murmuram, até gritam.” (pág. 35)

...Sem o mundo único dos livros seríamos apenas um corpo sem cor...

Fonte: A Informação  

Quinta Essência - Novidades de Março [2012]*


.

SinopseAs fadas madrinhas existem, mesmo nas tranquilas colinas irlandesas. Na bonita cidade de Carrickwell vivem três mulheres cujas vidas se encontravam completamente delineadas: a ambiciosa Mel estava determinada a ter uma carreira e uma família; a atenciosa Daisy sonhava em ter um filho com o namorado, e a impetuosa Cleo queria terminar o seu curso e entrar no negócio da família. Mas as circunstâncias mudaram e tudo se desmoronou. Quando Leah, uma enigmática mulher a braços com os seus próprios problemas, abre o Spa Cloud`s Hill, Mel, Daisy e Cleo desenvolvem uma amizade e a coragem de descobrir o que realmente importa para elas, para sempre... & Leia mais...

Título: Para sempre, meu amor
A coragem de descobrir o que realmente importa...

Autor: Cathy Kelly
ISBN: 9789898228789
Preço:16,60€
Págs.: 496
Género: Romance|Ficção Estrangeira

*Disponível a 30 de Março.



«Uma história muito divertida e habilmente contada... Kelly sabe o que as suas leitoras querem e não as desaponta.» | Sunday Independent


Livros Anteriores:


Sobre a Autora:
  • Cathy Kelly nasceu em Belfast e cresceu em Dublin.
  • Iniciou a sua carreira num jornal nacional irlandês, onde foi editora de moda e de notícias, crítica cinematográfica e autora da popular coluna de conselhos «Dear Cathy». Actualmente colabora com o jornal Sunday World.
  • Editou o seu primeiro romance, Woman to Woman, em 1997, que se transformou de imediato num êxito de vendas e converteu Cathy Kelly numa autora reconhecida internacionalmente: os seus livros estão traduzidos em mais de quinze línguas, com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.
  • Alguém como Tu, a sua primeira obra editada em Portugal, recebeu o prémio Romantic Novel of the Year, para o melhor romance do ano, em 2001.
  • Actualmente, Cathy Kelly vive no condado de Wicklow, na Irlanda, com o marido e os filhos gémeos.
  • Para saber mais, visite www.cathykelly.com




SinopseEles pensaram que mudar-se para Paris um ano iria ajudá-los… mas deparam com novos e surpreendentes desafios. Irá o seu amor renascer ou seguirá cada um o seu caminho? Lydie McBride sempre viveu a vida ao máximo. Mas quando uma tragédia impensável atinge a sua família tudo aquilo em que acredita se estilhaça. Michael, o seu marido arquiteto, vê a paixão desaparecer dos olhos de Lydie e do seu casamento, e espera que uma temporada de trabalho em Paris os ajude a regenerar o amor que noutros tempos parecera inatacável. Mas a Cidade das Luzes contem segredos e seduções para ambos. Enquanto Michael se dedica ao seu projeto de design no Louvre — e cai na esfera de ação de uma francesa misteriosa, sedutora —, Lydie encontra inspiração para o seu trabalho como designer de ambientes e enceta uma amizade com duas mulheres muitíssimo diferentes que a irão tornar capaz de encontrar uma nova vida. Haverá lugar para o homem com quem sempre quis partilhar essa vida… se conseguir voltar a encontrá-lo? & Leia mais...

Título: Segredos de Paris
Uma história sobre a amizade, o amor e os desencontros…

Autor: Luanne Rice
ISBN: 9789898228826
Preço:15,30€
Págs.: 344
Género: Romance|Ficção Estrangeira

*Disponível a 16 de Março.



«SEGREDOS DE PARIS tem afeto, encanto, sabedoria e muita compaixão.» | San Francisco Chronicle


Últimos Livros:


Sobre a Autora:
  • Luanne Rice é autora de mais de duas dezenas de livros, marcando regularmente presença na lista dos mais vendidos do New York Times, Washington Post e USA Today. A sua escrita, descrita pelo New York Times Book Review como uma «rara combinação de realismo e romance», fascina milhões de leitores em todo o mundo. A autora está publicada em 25 países, com mais de 25 milhões de exemplares vendidos.
  • Em Portugal, já foram editados A minha Verdade É o Amor, Espero por ti este Inverno, O Último Beijo e Tua para Sempre, em colaboração com Joseph Monninger.
  • Rice nasceu a 25 de Setembro de 1955, no Connecticut, e vive entre Nova Iorque e Old Lyme, na casa onde costumava passar os Verões quando era criança.
  • Para saber mais, visite www.luannerice.net




SinopseO marido de Lamour Harrington morreu há dois anos. Desde então, Lamour deixou-se absorver pelo seu trabalho de arquiteta paisagista, mas nem sequer a criação de belas «salas» exteriores consegue devolver-lhe a paz interior. Quando é confrontada com uma horrível verdade sobre o marido que adorava, Lamour percebe que precisa de um lugar onde se reconciliar com a vida. Regressa à casa na costa amalfitana onde viveu com o pai durante os anos mais felizes da sua infância. Mas a casa das suas recordações contém os seus próprios segredos e obriga-a a enfrentar novas verdades sobre outro homem que amou em pequena. A morte do pai foi mesmo acidental? Ou esconderia alguma coisa que precipitou o seu desaparecimento precoce? Dividida entre dois homens misteriosos e irresistíveis, Lamour descobre que o passado tem formas de reaparecer quando menos se espera. E alguém quer assegurar-se que Lamour não revela os segredos daquele refúgio idílico e de sonho. Quando o passado e o presente colidem num clímax demolidor e cheio de suspense, Lamour deve encarar o que mais teme, para encontrar a coragem de viver a vida na sua plenitude. Regresso a Itália é um romance fascinante, que nos excita os sentidos e se lê de um fôlego. & Leia mais...

Título: Regresso a Itália
Os segredos do passado dela encontram-se em Itália

Autor: Elizabeth Adler
ISBN: 9789898228765
Preço:15,50€
Págs.: 348
Género: Romance|Ficção Estrangeira

*Disponível a 9 de Março.



«As descrições de Adler são tão exuberantes, tão líricas, que quase podemos sentir o cheiro a sal do mar, sentir a doçura escura e acre de um bom cappuccino. O seu imaginário deslumbrante de Roma leva-nos a querer fazer as malas e partir! É ainda melhor quando ela chega à costa de Amalfi, com a casa na falésia, os barcos a flutuarem sobre um mar azul cintilante, e o aroma a limão em todo o lado.» | Romancedivas.com


Últimos Livros:



Sobre a Autora:
  • Elizabeth Adler é britânica.
  • Autora de mais de vinte romances, é reconhecida internacionalmente pelas suas histórias envolventes que combinam de forma magistral mistério, amor e destinos de sonho. Os seus livros estão publicados em vinte e cinco países, com mais de quatro milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.
  • Adler e o marido viveram em vários países até que fixaram residência em La Quinta, Califórnia, onde passam dias tranquilos na companhia dos seus dois gatos.
  • Para mais informações, visite: www.elizabethadler.com




SinopseAo entrar na sua sétima temporada sem namorado, Beatrice Albright começa a entender que a sua beleza não compensa a sua personalidade irritável. Na qualidade de mulher desesperada que ninguém deseja, tem de procurar um homem com quem nenhuma outra pessoa casará: o desprezado e misterioso marquês Highcroft, Gareth Berenger. Correm boatos de que ele é um assassino, mas Beatrice tem mais receio de ficar uma velha solteirona na companhia da mãe, do que da obscura reputação de Berenger. Contudo, embora se sinta intrigado pela sedutora proposta da jovem, também ele tem uma proposta a fazer. Dotado de gostos particulares, não casará com nenhuma mulher incapaz de os satisfazer. A sua noiva tem de ser aventureira, sem medo de nada e ansiosa por experimentar todas as paixões e prazeres imaginários, por mais chocantes e proibidos que possam parecer. Se Beatrice concordar em tentar a experiência – se conseguir eliminar todas as suas inibições – os dois casarão. Por conseguinte, os dados estão lançados enquanto Beatrice e Gareth embarcam num percurso erótico onde o perigo os espreita a cada curva, rumo a um mundo de êxtase, onde nada é proibido… nada é negado. & Leia mais...

Título: Força do Desejo
A noiva vai tentar libertar-se de todas as suas inibições…

Autor: Jess Michaels
ISBN: 9789898228802
Preço: 14,40€
Págs.: 228
Género: Romance Sensual|Ficção Estrangeira

*Disponível a 9 de Março.



«Força do Desejo é provavelmente o livro mais escaldante de Jess Michaels até hoje.» | Joyfully Reviewed



Livro Anterior:



Sobre a Autora:
  • Jess Michaels escreve desde o dia fatídico em que o marido lhe disse: «Só és realmente feliz quando estás a escrever. Porque não fazes isso?» Em Novembro de 2003, o seu trabalho (e vários baldes de lágrimas) compensaram quando ela fez a sua primeira venda à editora Red Sage.
  • Jess tem sido apelidada de «estrela do romance sensual», e o seu trabalho foi descrita como «demasiado quente para largar». Também escreve romances históricos como Jenna Petersen.
  • É conhecida das leitoras pelo seu popular site para aspirantes a escritoras, The Passionate Pen.
  • Casada com o seu herói desde 1997, Jess vive no Midwest dos Estados Unidos.
  • Para mais informações, visite: www.jennapetersen.com/jess.htm



Grupo Leya, Mediabooks
.Qualquer um destes livros pode comprar na...

"Um Piano Para Cavalos Altos" - Destaque e Convite para Lançamento [Caminho]


.


Novo livro de Sandro William Junqueira, «Um Piano Para Cavalos Altos», já chegou às livrarias, editado pela Caminho.


Um Piano para Cavalos Altos
de Sandro William Junqueira
P.V.P.: 13,90 €
ISBN: 978-972-21-2466-9
Nº de Páginas: 368

Sinopse:
Uma cidadela cercada pela natureza onde os lobos são ameaça. Um muro que serve de barreira. Uma sociedade exemplarmente organizada, anos após um grande desastre. Um governo que sabe que o medo é motor e que legisla música. Uma fábrica que produz empadas e apronta cremações. Um microcosmo familiar onde um filho é amarrado a um piano. Um homem dotado da capacidade de sonhar com aquilo que ainda não aconteceu, mas que é certo ir acontecer. Uma rebelião que se levanta. Um cavalo que não perde elegância. Um corvo que gralhará na hora da sorte.

Um Piano para Cavalos Altos pretende ser uma metáfora de um mundo regido pela ordem, pela disciplina. Uma premente reflexão sobre o poder: o poder do controlo, o poder da comunicação, o poder do corpo. 






Sobre o Autor:

  • Sandro William Junqueira nasceu em 1974 em Umtali, na Rodésia. Retornou em 1976.
  • Experimentou a música, escultura, pintura. Foi designer gráfico. Diz poesia. Trabalha regularmente no teatro como actor e encenador. Lecciona Expressão Dramática.
  • Publicou, O Caderno do Algoz (Caminho, 2009), e foi um dos onze escritores da novela policial O Caso do Cadáver Esquisito (Associação Cultural Prado, 2011).

Passatempo - "Memórias de Anne Frank" de Theo Coster [Asa]


.


A partir de hoje e até dia 4 de Março às 23:59h, o Clorofórmio do Espírito em parceria com a Asa, irá sortear UM exemplar de Memórias de Anne Frank de Theo Coster.



 



 
Assim, para se poderem habilitar a receber em casa o exemplar gentilmente cedido pela Asa, basta responder e seleccionar as respostas correctas às 4 questões colocadas no formulário.

As respostas poderão ser encontradas aqui.


Boa sorte!


ATENÇÃO:
» Só será aceite uma participação por pessoa/e-mail e para residentes em Portugal Continental e Ilhas.
» Os resultados serão depois publicados no blog e, posteriormente, serão contactados por e-mail os vencedores do passatempo para disponibilizarem os restantes dados necessários ao envio do livro, que não terá qualquer encargo para o vencedor. O blog, ou a editora, também não será responsável por qualquer dano ou extravio do(s) livro(s) enviado(s).
» É importante que CONFIRMEM O E-MAIL com frequência porque é a minha ÚNICA forma de contacto com os vencedores e, ao fim de uma semana, se não obtiver resposta, serei obrigada a sortear outra pessoa.

Resultado Passatempo - "O Sabor da Tentação" de Elizabeth Hoyt [Quinta Essência]


.


Aqui fica o resultado do último passatempo do Clorofórmio do Espírito que contemplará um vencedor com um exemplar de O Sabor da Tentação da autora Elizabeth Hoyt, gentilmente cedido pela Quinta Essência, agradecendo desde já por todas as participações obtidas (226).









Vamos então aos resultados:

Questão: Esta história tem início em que data?
3ª opção = Setembro de 1764    (9 respostas erradas)

Questão: Quem é a companhia perfeita para Rebecca, a jovem irmã de um empresário bem sucedido de Boston?
Lady Emeline Gordon   (9 respostas erradas ou incompletas)

Questão: Samuel Hartley é assombrado pelo quê?
2ª opção = Pela tragédia    (1 resposta errada)

Questão: O Sabor da Tentação é o primeiro livro de que série?
3ª opção = Série «A Lenda dos Quatro Soldados»    (2 respostas erradas)


Sendo assim, só falta mesmo o nome do vencedor*:

    » 49 = Maria Odete P. Mendes da Silva - Quinta do Anjo


*O sorteio é feito com a ajuda do random.org (adaptado ao meu blog) que,
de forma aleatória, me permite saber qual o número vencedor de entre as participações validadas.

Parabéns! Espero que O Sabor da Tentação lhe traga bons momentos de leitura. Resta-me aguardar, posteriormente, por um feedback da sua parte.

E, para os que não venceram, agradeço, mais uma vez, pela participação e não deixem de tentar a vossa sorte!...

Asa - Novidades de Fevereiro [2012]


.

Sinopse Anne Frank e os seus colegas de escola eram crianças inocentes, inteligentes e cheias de fé no futuro. Estudavam no liceu judeu de Amesterdão, o local que os nazis escolheram para segregar as crianças judias do resto da população. Para o povo judeu, cada dia representava um desafio; para as suas crianças, apenas a escola mantinha a ilusão de uma normalidade que cada cadeira vazia vinha contrariar.
Anne Frank, cujo diário viria a ser um dos mais importantes documentos sobre o Holocausto, não poderia então imaginar o quão tristemente célebre viria a ser. Para que a memória do mundo nunca a esqueça, seis dos seus colegas de escola juntaram-se e partilharam as suas comoventes memórias.
De Albert Gomes de Mesquita, que se escondeu em dez diferentes cidades da Europa; a Hannah Goslar, que sentiu o terror dos campos de concentração mas teve um milagroso reencontro com Anne Frank poucos dias antes da sua morte, estes são relatos de inocência perdida mas também de extraordinária coragem e sobrevivência durante o Holocausto.
 & Leia mais...

Título: Memórias de Anne Frank

Autor: Theo Coster
ISBN: 978-989-23-1673-4
Preço: 13,90€
Págs.: 208
Género: Não-Ficção|Biografia







Certo dia algumas crianças não foram às aulas. Foi assim que começou. E no dia seguinte desapareceu mais alguém. A pouco a pouco, as turmas iam ficando vazias. Mudávamos de lugar para ficarmos mais perto uns dos outros. Ninguém se atrevia a fazer perguntas. Eles deixavam de ir à escola e nós não queríamos, ou melhor, não nos atrevíamos a saber porquê.



Sobre o Autor:
  • Theo Coster foi colega e amigo de Anne Frank no liceu judeu de Amesterdão. Fabricante de brinquedos e inventor de jogos, foi o produtor executivo do documentário The Classmates of Anne Frank.
  • Vive em Telavive desde 1955.



SinopseMount St. Gabriel’s é um dos mais prestigiados colégios femininos americanos. Cada ano letivo vê chegar novos rostos e dita um novo equilíbrio na hierarquia social da escola. No outono de 1951, uma das turmas destaca-se pela excelência e singularidade, duas características que, juntas, são potencialmente imprevisíveis. Apenas a jovem professora Kate Malloy e a rígida matriarca da escola, a madre Suzanne Ravenel, se apercebem de que as espera um ano invulgar. Não poderiam, claro, imaginar até que ponto a história do próprio colégio se alteraria. Tudo começa quando Tildy Stratton, a incontestada líder da turma, abandona a sua fiel aliada, Maud, para se aproximar de Chloe Starnes, uma nova aluna que ficou recentemente órfã após a morte prematura e misteriosa da mãe. Esta amizade preenche um vazio nas vidas das duas jovens e põe em marcha uma série de acontecimentos que vão ameaçar a delicada harmonia da escola e mudar para sempre a vida de todos. Cinquenta anos depois, com o colégio há muito encerrado, a madre Ravenel recorda esse ano, cruzando passado e presente, numa derradeira tentativa de se reconciliar com as origens trágicas daquele que ficaria conhecido com "o ano tóxico". & Leia mais...

Título: O Colégio de Todos os Segredos


Autor: Gail Godwin
ISBN: 9789892317694
Preço: 17,50€
Págs.: 512
Género: Romance






Sobre a Autora:
  • Gail Godwin nasceu em 1937, em Birmingham, no Alabama, Estados Unidos. Após o curso de Jornalismo na Universidade da Carolina do Norte em 1959, foi repórter do Miami Herald e trabalhou na embaixada americana em Londres. Fez um mestrado e um doutoramento em Inglês na Universidade do Iowa, em 1968 e 1971, onde estudou com John Irving e John Casey, tendo como professor Kurt Vonnegut.
  • Foi por três vezes finalista do National Book Award e é autora de vários romances aclamados pela crítica e pelo público.
  • Vive atualmente em Woodstock, Nova Iorque.
  • Para mais informações sobre a autora pode consultar o site: www.gailgodwin.com.




    SinopseNuma manhã perfeita de Maio... Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso... apesar do abismo que agora os separa. Até que Lily fala com franqueza... E afirma querer começar de novo... e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de... Uma noite de amor. & Leia mais...

    Título: Uma Noite de Amor
    Ele é um aristocrata, um homem de sucesso e poder. Mas o seu coração ficou destroçado... em Portugal.

    Autor: Mary Balogh
    ISBN: 9789892312354
    Preço: 15,90€
    Págs.: 368
    Género: Romance







    Sobre a Autora:
    • Autora premiada e presença constante nas listas de bestsellers do New York Times, Mary Balogh cresceu em Gales, terra de mar e montanhas, músicas e lendas. Ela levou consigo a música e uma imaginação vívida quando se mudou para o Canadá. Aí desenvolveu uma segunda carreira como autora de livros com finais felizes e que celebram o poder do amor.
    • Os seus romances históricos venderam já mais de 4 milhões de exemplares em todo o mundo.
    • Para mais informações sobre a autora pode consultar o site www.marybalogh.com

    Fetiche - Tara Moss [Opinião]


    .

    «Moss é meticulosa a descrever os procedimentos de investigação, granjeando muitos elogios pela autenticidade dos seus policiais... Ela é bem capaz de se tornar numa das autoras mais bem-sucedidas no género.»
    .World Literature Today.




    Fetiche
    de Tara Moss    

    Edição/reimpressão: 2010
    Editor: Porto Editora
    Páginas: 320
    ISBN: 978-972-0-04101-2
    Colecção: Alta Tensão

    SinopseMakedde Vanderwall é estudante de Psicologia Forense e, nas horas vagas, modelo internacional. Contactada pela agência para realizar alguns trabalhos de moda e relançar a sua carreira, viaja até Sydney, aproveitando a oportunidade para visitar a sua melhor amiga, Catherine Gerber. Mas as passarelas e as intrigas do mundo da moda depressa perdem importância quando Mak tropeça literalmente no corpo mutilado da amiga. Catherine é a mais recente vítima do «assassino dos stilettos», um homicida cruel que sequestra as suas presas e as tortura, para em seguida as matar. Incapaz de se afastar da investigação, Mak ver-se-á enredada num mortífero jogo do gato e do rato, longe de saber que ela própria se tornou na obsessão de um sádico psicopata...



    Ponto de Vista: Uma leitura ainda de 2011, mas quando peguei neste livro andava sequiosa de um verdadeiro policial com crimes, descrições macabras, investigações, polícias, assassinos, futuras vítimas, etc, etc…
    E decidi investir no único género que me atrai verdadeiramente e que me faz contar as horas para pegar no livro novamente, e posso dizer que desta vez acertei na escolha.

    “Como um grande predador, os seus movimentos eram pausados, lentos, sem nada que pudesse alarmar a presa até ao momento do ataque.”

    Fetiche conduz-nos para uma história arrepiante que nos dá a conhecer a mente doentia de um sádico psicopata que viola, mutila e mata por puro deleite.

    Quando aceita a proposta de uma agência para ir até Sydney, Makedde Vanderwall, uma estudante de Psicologia Forense que tenta ganhar o seu sustento como modelo, só pensa em encontrar a sua melhor amiga Catherine Gerber, mas está longe de imaginar aquilo que realmente a espera. Pois, para seu horror, irá encontrar o corpo de Catherine completamente mutilado em plena sessão fotográfica, algo que tem vindo a ocorrer com alguma frequência.

    “Nunca tinha visto um cadáver que parecesse, que cheirasse, tão violentamente, tão horrivelmente a morte como a rapariga que descobrira no dia anterior.”

    O choque inicial toma conta de Mak, mas o seu lado policial, tanto pela sua formação como por ser filha de um inspector da polícia, apela por ela acabando por se envolver na investigação mais do que devia…
    E a proximidade com Andy Flynn, o responsável pela investigação, não vem ajudar nenhum dos dois, já que este acaba mesmo por ser afastado do caso.
    Mas Andy tem um passado obscuro, será ele realmente uma pessoa de confiança?

    “No entanto, o assassínio de Catherine Gerber oferecia poucas pistas, mas, em contrapartida, suscitava muitas questões.”

    Desafiando o perigo, Mak tenta a todo o custo encontrar pistas que possam levar ao homicida apelidado de «assassino dos stilettos», só que é ela é que está na sua mira como a próxima vítima, a perfeita.
    Agora como será ela capaz de fugir das mãos deste assassino cruel e obcecado? E quem será ele, afinal?

    “A linha entre pesadelo e realidade tornara-se incrivelmente ténue.”

    Esta foi uma leitura compulsiva de três dias, coisa que não é nada normal acontecer-me, tal não foi o envolvimento que senti com a história!...
    É certo que as personagens não são isentas de pequenas falhas tanto de personalidade como de atitude, mas conseguiram ser apelativas o suficiente para me deixar com vontade de as conhecer melhor.
    Fetiche prende-nos de imediato no suspense inicial de quem poderá ser o serial killer e na sua obsessão, e depois o desespero de Mak em descobrir um culpado e, o caso fortuito com Andy que acaba por dar uma ligeireza à história, completa um enredo com substância, apenas senti que algumas partes ficam soltas apesar de subentendidas, talvez isso se venha a revelar um pouco mais à frente…

    Tara Moss é apelidada de Agatha Christie de saltos altos, e na minha opinião acho que lhe assenta muito bem, mesmo sendo Agatha uma autora única e insubstituível na arte de nos enredar e de nos deixar perdidos pelos possíveis culpados do crime, Tara dá-nos uma perspectiva mais crua e directa mas bastante envolvente e com boa argumentação.
    Dessa forma, esta foi para mim, uma das melhores leituras de 2011, e apesar de o tema abordado ser de certa forma comum no que diz respeito a policiais, acredito que este não vai desiludir quem é apreciador do género.
    Posteriormente, apenas, tal como eu, terá de aguardar pela publicação dos livros seguintes da autora pois a história não termina aqui e o tormento para Mak, ao contrário do que ela esperaria, irá continuar!… 



    Em estrelas: -5¸.•☆


    Passando por outras páginas...





    Resultado do Passatempo - "Limite" de Frank Schatzing [D.Quixote]


    .

    Aqui fica o resultado do último passatempo do Clorofórmio do Espírito que contemplará um vencedor com um exemplar de  Limite do autor Frank Schatzing, gentilmente cedido pela D.Quixote, agradecendo desde já por todas as participações obtidas (200).







    Vamos então aos resultados:

    Questão: Esta história tem início em que data?
    2ª opção = 19 de Maio de 2025    (3 respostas erradas)

    Questão: O que começaram a extrair os Estados Unidos da Lua?
    Hélio-3   (2 resposta errada ou incompleta)


    Questão: A acção transporta-nos para...
    2ª opção = …o meio das tumultuosas guerras mercenárias africanas.    (0 respostas erradas)

    Questão: Com que obra alcançou o autor grande notoriedade, nacional e internacional?
    Com O Quinto Dia   (0 resposta errada ou incompleta)



    Sendo assim, só falta mesmo o nome do vencedor*:

        » 19 = Daniel Gomes de Almeida - Vagos 

    *O sorteio é feito com a ajuda do random.org (adaptado ao meu blog) que,
    de forma aleatória, me permite saber qual o número vencedor de entre as participações validadas.


    Parabéns! Espero que Limite traga agradáveis momentos de leitura. Resta-me aguardar, posteriormente, por um feedback da sua parte.

    E, para os que não venceram, agradeço, mais uma vez, pela participação e espero poder continuar a contar com ela para o próximo passatempo porque para além de valorizam o meu trabalho, um dia, pode ser a vossa vez!...

    Passatempo - "Nas Asas do Amor" de Sarah Sundin [Quinta Essência]


    .

    A partir de hoje e até dia 26 de Fevereiro às 23:59h, o Clorofórmio do Espírito em parceria com a Quinta Essência, irá sortear DOIS exemplares de Nas Asas do Amor de Sarah Sundin, um bestseller internacional.

     
    «Sarah Sundin é uma contadora de histórias extremamente dotada que coloca o leitor na cabina de um B-17com tanta facilidade como constrói um romance dolorosamente emotivo na Segunda Guerra Mundial. Esta não é só a melhor história de amor passada nesta época que alguma vez li, mas também o melhor livro que li até agora.»
    Cheryl Bolen, vencedora do Holt Medallion para melhor romance histórico

    Assim, para se poderem habilitar a receber em casa o exemplar gentilmente cedido pela Quinta Essência, basta responder e seleccionar as respostas correctas às 4 questões colocadas no formulário.


    As respostas poderão ser encontradas aqui.


    Boa sorte!


    Nota:
    » Só será aceite uma participação por pessoa/e-mail e para residentes em Portugal Continental e Ilhas.
    » Os resultados serão depois publicados no blog e, posteriormente, serão contactados por e-mail os vencedores do passatempo para disponibilizarem os restantes dados necessários ao envio do livro, que não terá qualquer encargo para o vencedor. O blog, ou a editora, também não será responsável por qualquer dano ou extravio do(s) livro(s) enviado(s).
    » É importante que CONFIRMEM O E-MAIL com frequência porque é a minha ÚNICA forma de contacto com os vencedores e, ao fim de uma semana, se não obtiver resposta, serei obrigada a sortear outra pessoa.

    Resultado do Desafio Literário “Breve História de Amor“ [Asa]


    .


    +


    Bom, chega finalmente o dia de revelar o grande vencedor do desafio literário proposto pela ASA em parceria com o autor Tiago Rebelo, e com o apoio de vários blogues literários, entre os quais o Clorofórmio do Espírito.

    Uma Breve História de Amor foi o mote lançado e a adesão superou as expectativas já que foram recebidos pela editora 83 textos, dos quais se conseguiu chegar a uma shortlist de 11 textos, depois de feita a selecção inicial. E, foi na sexta-feira, dia 10 de Fevereiro, que se reuniu, na livraria LeYa na Barata, em Lisboa, o “júri”Na reunião participaram e votaram o Tiago Rebelo, a Fernanda Carvalho (As Leituras da Fernanda), a Sónia Areia (Esmiuça o Livro), a Marta Pereira (Clorofórmio do Espírito), a Cristina Delgado (O tempo entre os meus livros), a Ângela Guilherme (Tantos livros Tão pouco tempo), a Márcia Balsas (Planeta Márcia), a Joana Gonzalez (Histórias de Elphaba), a Patrícia Pecegueiro (Pedacinho Literário), o Marco Caetano (Conspiração das Letras). Não puderam estar presentes mas votaram por email os responsáveis pelos Blogs “My Imaginarium”, “Marcador de Livros”, “Refúgio dos livros”, “d311nh4” e “Mil estrelas no colo”, e ainda a editora Maria Piedade Ferreira. do concurso para eleger a história vencedora.

    Numa votação unânime, o texto vencedor sobressaiu dos demais pela sua escrita cuidada e pela originalidade, merecendo, sem dúvida, o primeiro lugar.

    A autora do texto vencedor é Marlene Ferraz que escreveu O Tempo é um Absurdo, e que pode agora ser lido por todos. Muitos Parabéns! E obrigada por nos contemplar com esta breve história de amor tão peculiar.


    «O Tempo é um Absurdo»

    -Fonte-

    "Ficou espantado quando abriu o Livro do Desassossego e, de dentro dele, cai um bilhete com uma caligrafia tão mecanizada e dura que em nada avisava o que estaria escrito.

    Desassossego-me, também. Aonde estará esse amor que nos faz mais cobardes mas inteiros? Espero. Espero-te. Ofélia


    A claridade do papel fazia adivinhar que teria sido escrevinhado em tempos já modernos. Talvez ontem, até. Dedicou-se à leitura do texto durante dias, mordido por uma curiosidade rara. Não é propriamente crente em coincidências mas, antes de entregar o livro à bibliotecária, enfiou um outro bilhete.

    Aconselho a sua alma aflita a ler Criação do Mundo, do respeitável Torga, para que encontre o amor que procura nas coisas mais simples. Nem só os homens sabem dar amor. Também a chuva e as árvores. É um amor mais sensato, mas não menos inteiro. José

    Curiosamente, a refutação veio breve, no livro sugerido pela mão masculina.

    É antiga a dor do amor entre homens e mulheres, amor esse que nada substitui. Tens coração dentro de ti? Aconselho-te os poemas do Livro das Mágoas, da Florbela Espanca. Ofélia

    José procurou o livro da poetisa no dia imediato. Mesmo antes de acabar a leitura dos trinta e seis sonetos, quis falar por escrito. Desejou que a bibliotecária não desse conta do bilhete e o considerasse lixo vulgar dos leitores desatentos.

    Estimada Ofélia, é o coração um lugar grande. Sofro também nessa procura, mas o amor é mais do que um talão de lotaria. Leia Ensaio sobre a Cegueira, do nosso laureado. Sempre, José

    Ela respondeu com o intervalo de quatro dias.

    Inspiras-me. Desafio-te a nos encontrarmos, aqui. Ao começo da tarde do primeiro dia da semana, estarei na sala das revistas, na primeira cadeira pelos ponteiros do relógio. Tu estarás na terceira. Falaremos se o coração assim mandar. Tua, Ofélia

    Ficou nervoso, as mãos trémulas. Esteve dias sem ir à biblioteca, interrompido entre a vontade e o medo. Mas, no primeiro dia da semana, sentou-se na terceira cadeira pelos ponteiros do relógio. Com uns aparelhos de ouvir música nos ouvidos, uma rapariga com olhos pintados de preto. Não teria mais de quinze anos. Agitada, a mascar uma chiclete, batia com as sapatilhas dum rosa forte no chão, prolongada por uns jeans justos e rompidos. José estava com o melhor fato, comprado há quase cinquenta anos. Boa fazenda, ainda firme. Os sapatos escovados, as meias de domingo. Na cabeça, o panamá pardo. Encostada à cadeira, a bengala. A rapariga olhou-o com incómodo. Talvez pensasse que estaria aquele homem a ocupar o lugar do esperado José. Esperaram os dois. Em vão. Porque a Ofélia não veio nenhum amor poético nem a José um amor maduro. A rapariga foi a primeira a levantar-se. Só nesse momento José pode ver que nas mãos dela estava o Livro do Desassossego. Ofélia, um rebento. Ofélia, um impedimento. Levantou-se, também. Ainda vazio, mas acostumado. Disse ainda a quem quisesse ouvir. O tempo é um absurdo. E desandou, sem poder curar o coração dela."

    ««»»

    Da minha parte agradeço a todos os participantes assim como à editora ASA (LeYa) e ao escritor Tiago Rebelo por me terem proporcionado a oportunidade de fazer parte deste júri, que muito me honrou.
    Resta-me aguardar por mais iniciativas do género e desejar que todos aqueles que tenham vontade de escrever o façam e que se permitam dar a conhecer.

    »» E que o amor seja mais que uma breve história… neste dia que é de todos aqueles que conhecem o seu significado.

    Dia de S. Valentim... [Feliz Dia!]


    .

    - Fonte -

    «Ir sem amor pela vida fora
    é
    como ir sem estrela-guia pelo mar,
    como partir para o combate sem música,
    como empreender uma viagem sem um livro.»

    Stendhal

    Mil Noites de Paixão - Madeline Hunter [Opinião]


    .

    "Uma mistura electrizante de História, romance e intriga, este livro é uma prova do enorme talento de Madeline Hunter."
    .Publishers Weekly.


    Mil Noites de Paixão
    Ian de Guilford é um sedutor implacável. Lady Reyna é uma mulher pura e íntegra. Juntos, são como a água e o vinho, o ódio e a paixão...
    de Madeline Hunter   

    Edição/reimpressão: Janeiro de 2012
    Editor: Asa
    Páginas: 336
    ISBN: 978-989-23-1672-7

    SinopseEles não têm absolutamente nada em comum. Lady Reyna é uma mulher virtuosa e erudita, que preferia morrer a quebrar uma promessa ou voto. Ian de Guilford é um sensual mercenário, um cavaleiro errante cujo temperamento fogoso lhe valeu a alcunha de Senhor das Mil Noites. Ela não conhecia a sua fama quando, fazendo-se passar por cortesã, transpôs as linhas inimigas com um plano desesperado para salvar o seu povo. Agora que está frente a frente com o guerreiro a cujos encantos, diz-se, é impossível resistir, Reyna apercebe-se de que subestimou o seu inimigo. Ele está decidido a tudo para subjugar a sua virtude. A bem do seu povo, ela não pode ceder... e a sua audácia leva-a a fazer algo com que nunca sonhou: pôr em jogo o seu coração.



    Ponto de Vista: Esta é a minha tardia primeira leitura de 2012, mas posso adiantar, que foi uma feliz escolha e igualmente uma feliz descoberta no que diz respeito à autora, para além de ter regressado ficcionalmente à minha estimada Escócia.

    Mil Noites de Paixão é a história de um homem e de uma mulher separados e, igualmente, unidos pela guerra entre a Inglaterra e a Escócia. Em 1357, vivem-se conturbados anos de conflito, em que ingleses procuram reivindicar para si as terras da Escócia, denotando-se uma enorme fragilidade entre os clãs.

    “Ele era o inimigo, um estranho, e ela odiava-o, mas algo dentro dela ignorava isto.”

    Reyna quer salvar o seu povo e, para isso, engendra um plano para eliminar o comandante do exército que há meses tenta penetrar as barreiras do castelo, faz-se passar por cortesã acreditando ser capaz de ludibriar Ian de Guilford, mas tudo sai ao contrário do que ela tinha imaginado, e ingenuamente acaba por fazer com que o castelo seja tomado pelo inimigo.
    Mas Ian, longe do que todos podiam julgar, demostra ser um homem de palavra e valores, mesmo perante a postura altiva de Reyna que nem subjugada como prisioneira de guerra se curva àquele que dizem ser o Senhor das Mil Noites.

    “A ideia de se ver unido a ela enchia-o de uma alegria estranha e um temor peculiar.”

    A relação dos dois é bastante conturbada, se por um lado Ian se recusa a ver a sua reputação de eterno sedutor manchada por uma mulher que tanto o irrita como atrai, Reyna vê nele a única possibilidade de fugir a um destino trágico pela acusação que recai sobre ela, acabando assim numa aliança de interesses, só que como esposa Reyna tem obrigações às quais não poderá fugir…
    E, o que a princípio poderia ser uma necessidade de sobrevivência passa a ser uma necessidade do coração, o amor que nascerá entre Ian e Reyna será mais profundo que qualquer segredo ou passado que pese sobre cada um, restando, aos dois, confiarem o seu destino um ao outro, e reporem a verdade e a justiça numa história que tem muito para revelar.

    “O amor e o medo eram os dois lados de uma moeda transparente – impossível ver um lado sem que o outro interferisse na visão.”

    À medida que vamos avançando no número de páginas todo o enredo se vai intensificando, e tornando a leitura mais ávida, pois existem mistérios que precisam ser desvendados para entendermos acontecimentos e atitudes, ao mesmo tempo que acompanhamos um amor tímido que surge no meio de uma guerra e por entre um turbilhão de sentimentos vivido por dois protagonistas fascinantes, Reyna, sem dúvida uma mulher inigualável no que respeita ao seu carácter, corajosa, inteligente, justa, que luta pelo seu povo acima de tudo e todos, os adjectivos para a descreverem seriam imensos, mas Ian, não é menos encantador no seu papel de sedutor, pois atrás do guerreiro que é, esconde-se um companheiro para a vida, capaz de abdicar de tudo por amor.

    “Uma mulher admirável, forte, astuta e verdadeira. Ele conhecera poucos homens que se lhe comparassem, em mente e espírito.”

    Madeline Hunter possui uma escrita que nos aprisiona e encanta, e com habilidade torna subtil até as partes mais ousadas, as personagens que cria são fortes e ricas, e tem o cuidado de contextualizar o enredo na época fazendo referência a alguns aspectos históricos, tudo junto, torna a história simplesmente num doce que não conseguiremos largar até ao fim.

    Um perfeito romance feminino que não desiludirá nem os seguidores de Madeline Hunter, nem quem aprecia romances históricos com um toque sensual.


    Em estrelas: +4¸.•☆



    Passando por outras páginas...

    Destaque - "10 Histórias de Amor em Portugal" de Alexandre Borges [Casa das Letras]


    .

    » Paixões excessivas, marginais ou cândidas… trágicas ou com final feliz: assim se ama no nosso país!

    Já disponível.

    
    
    10 Histórias de Amor em Portugal
    de Alexandre Borges
    P.V.P.: 12,00 €
    ISBN: 9789724620671
    Nº de Páginas: 172

    Sinopse:
    Este livro inclui dez histórias de amor portuguesas. Algumas mais distantes no tempo e, por isso, sendo baseadas em dados históricos, podem envolver-se numa atmosfera de lenda. No entanto, a maioria destas histórias são romances vividos no século XX e alguns permanecem até hoje. Seja pelas peripécias que envolvem várias destas paixões, seja pela relevância pública dos seus intervenientes, estas são algumas das grandes histórias de amor portuguesas.
    D. Pedro e D. Inês - Naquele reino maior do que o tempo Dinamene e Camões - O nome sepultado nas águas
    Maria de Jesus e Salazar - Nenhum amor
    Vieira da Silva e Arpad Szenes - Sensações da luz
    Francisco Sá carneiro e Snu Abecassis - Para além das razões de Estado
    Ruth Bryden e Paulo Oliveira - Travestidos de adeus
    Fernanda Alves e Ernesto Sampaio - Ainda se morre de amor em Portugal
    Maria Isabel e Manoel de Oliveira - Longa-metragem
    Pilar del Rio e José Saramago - Para uma segunda vida



    Sobre o Autor:
    • Alexandre Borges é natural de Angra do Heroísmo. Licenciado em Filosofia, mestre em Estética e Filosofia da Arte, é jornalista e guionista. Integrou a equipa do programa da RTP1 «Prós e Contras», fez parte da equipa de criativos do «Zapping», na RTP2 e participou em séries da RTP e da SIC.
    • Menção honrosa no Prémio de Poesia Guerra Junqueiro, em 1977, ganhou, em 1999, o segundo prémio de ficção do concurso Novos Escritores, Novos Leitores, das Bibliotecas Municipais de Lisboa.
    • Figura na Antologia Una Ventana a la Nueva Poesía Portuguesa, da editora mexicana Desierto.

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Ouvindo...

    Creative Commons License
    This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 2.5 Generic License